Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna comemora 46 anos de inauguração

Palco de velocidade, emoção e muita história, o Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna completa nesta terça-feira, 28 de julho, 46 anos de inauguração. A data foi comemorada antecipadamente no último fim de semana com a realização da primeira etapa de 2020 da Stock Car, maior categoria do automobilismo nacional.

O autódromo começou a ser construído em 1972, na gestão do então governador Leonino Di Ramos Caiado, primo do atual governador Ronaldo Caiado, que foi visionário em investir no automobilismo em um momento de ascensão da modalidade no Brasil, com o bicampeonato do brasileiro Emerson Fittipaldi na Fórmula 1.

Tido pelos pilotos e amantes do automobilismo como uma dos circuitos mais queridos do Brasil, o autódromo recebeu as principais competições do país e até do mundo, como quando sediou o GP do Brasil do Mundial de Motovelocidade, entre 1987 e 1989, atraindo sempre milhares de espectadores em suas arquibancadas e no gramado.

Apesar dos anos de glória, o local passou por anos difíceis, quando chegou a ser cogitada a venda de sua área, no início dos anos 2000. “Quando eu ainda era deputado federal, o Autódromo de Goiânia foi tema de um grande debate público. O governo da época propôs a venda do seu terreno para o setor imobiliário. Eu fiz parte de um movimento que foi contra essa ideia e, com o apoio da população, conseguimos evitar esse crime contra a história do esporte goiano. O autódromo é um patrimônio do povo goiano, e precisa ser defendido e conservado”, afirmou o governador Ronaldo Caiado, ao ser homenageado pela Stock Car e Copa Trcuk.

Atualmente o Autódromo de Goiânia é administrado pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), criada no atual governo para dar mais autonomia às políticas públicas do setor. O secretário da pasta, Rafael Rahif, enaltece a história e tradição do local, e sua viabilidade para a gestão pública. “O governador Leonino Di Ramos Caiado foi muito ousado em fazer essa obra, que hoje é a paixão de pilotos do Brasil inteiro e um patrimônio dos goianos. Nós acreditamos que esse espaço deva permanecer sob a administração pública, pois temos condições de mantê-lo o deixá-lo sempre em boas condições para receber grandes eventos”, ressaltou.

Em 2020, o local recebeu diversas melhorias, como a pintura das arquibancadas e de todas as outras fachadas, reformas pontuais em camarotes e na sala de transmissão, além da roçagem interna e externa do circuito. A principal intervenção foi a construção de duas caixas de brita, nas curvas 0 e 1, ao final das retas oposta e principal, elevando o nível de segurança para os atletas. “O autódromo completa 46 anos, mas continua se modernizando, sempre atento aos itens de segurança utilizados no mundo todo e às melhores condições possíveis para pilotos e público”, destacou o atual gerente da praça esportiva, Roberto Boettcher.

Vivo na história e no coração do povo goiano, o Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna, no auge dos seus 46 anos, segue preparado para ser o palco da velocidade em Goiás, e receber em seu traçado o mais alto nível do automobilismo nacional.