Representantes dos clubes goianos se reúnem para discutir detalhes da realização da Superliga C

Goiânia será uma das sedes da Superliga C de vôlei masculino, que será realizada entre os dias 3 e 7 de novembro. O Estado de Goiás terá três participantes na disputa: Vila Nova, Neurologia Ativa e o Caldas/Apav. Na última terça-feira (13), representantes dos três clubes goianos estiveram na Secretaria de Esporte de Estado e Lazer, para discutir detalhes da competição com o secretário Rafael Rahif.

Único representante do interior do Estado, o Caldas/Apav quer usar a competição para dar experiência e rodagem ao projeto das categorias de base. “A grande maioria dos nossos jogadores é do sub-20, temos apenas três jogadores com idade de categoria adulta. É um projeto novo, e a Superliga C será uma grande oportunidade para esses meninos pegarem bagagem, pois é uma competição adulta, com jogadores mais rodados”, destacou a treinadora da equipe, Jeide Rudgeri, que iniciou a preparação para o torneio há mais de duas semanas.

Jeide tem experiência na Superliga B masculina, como auxiliar técnica na campanha que levou o Jaó ao vice-campeonato em 2017. Agora, como comandante principal, a treinadora espera também buscar espaço no cenário nacional. “Assim como os jogadores do meu elenco, eu também quero crescer na carreira. Entramos na disputa correndo por fora, mas temos também o objetivo de encarar os adversários de igual para igual buscar as vitórias”, destacou.

Além dos três goianos, o Força Federal-DF e o Paysandu-Pa estão na chave da Superliga C que será disputada em Goiânia. Todos os times se enfrentam e apenas o que somar mais pontos garante o acesso para a Superliga B.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.