Com apoio do Governo de Goiás, delegação goiana viaja com 26 atletas para o Troféu Brasil de Atletismo

O Estado de Goiás estará muito bem representado no Troféu Brasil de Atletismo, que acontece entre os dias 10 e 13 de junho, em São Paulo. A delegação embarcou para capital paulista nesta terça-feira (8) com a expectativa de bons resultados no maior evento da modalidade no país. 

Ao todo, 26 atletas embarcaram para a competição, 13 em provas individuais e o restante nas equipes de revezamento. O número mais que dobrou o recorde de participantes goianos do Troféu Brasil do ano passado, que foi de 12 competidores inscritos. O staff ainda conta com treinadores, nutricionistas e outros profissionais da equipe multidisciplinar. 

A delegação conta com o apoio do Governo de Goiás, por meio Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, que providenciou o apoio logístico com o transporte. Nos últimos meses, os atletas também tiveram a oportunidade de intensificar a preparação, com a liberação da pista de atletismo do estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira para treinamentos. O secretário de Esporte e Lazer, Henderson Rodrigues, destacou as ações que deram suporte para os atletas goianos.

“Estamos fazendo o possível para oferecer condições para que os atletas possam ter o seu melhor rendimento na competição. Sabemos dos talentos que nós temos aqui em Goiás, por isso investimos em condições de treinamento para eles. Espero que essa relação de parceria da Seel com a Federação Goiana de Atletismo renda frutos para o esporte goiano”, destacou o secretário.

 

Pró-Atleta


Dez competidores da delegação goiana integram o Pró-Atleta, programa de fomento esportivo ao esporte de alto rendimento do Governo de Goiás, que pela primeira vez paga as 12 parcelas mensais para os seus contemplados, em um investimento recorde anual que soma R$ 3 milhões. “A determinação do governador Ronaldo Caiado é fomentar o esporte de uma maneira geral, da iniciação ao alto rendimento, porque um alimenta o outro. Estamos na torcida para que nossos atletas façam um bom Troféu Brasil, e que o atletismo, assim como outras modalidades, possa se estruturar ainda mais”, completou Henderson.
Um dos destaques da delegação goiana é a atleta Lindsey Lopes, que é bolsista do Pró-Atleta e conseguiu índice para disputar os 800 metros e 1.500 metros. A jovem de apenas 18 anos é a segunda colocada no ranking sub-20 e está classificada para o Campeonato Sul-Americano da categoria, que será disputado em julho, no Peru.

Será a segunda vez que ela disputa o Troféu Brasil, correndo contra as melhores atletas do Brasil na categoria adulto. Em 2020, na sua estreia, ficou na 16ª posição. Agora, depois de quebrar sua melhor marca três vezes e diminuir seu tempo em quase três segundos nos 800m, chegando a 2min15s15, ela traçou metas é ousadas.

“O meu principal objetivo é bater minha marca mais uma vez, e em toda competição diminuir o meu tempo. Agora seria um sonho conseguir avançar para a final, tanto nos 800m, quanto nos 1.500m, ficando entre as oito melhores do Brasil”, decretou a meio-fundista, que além de se preparar para o Sul-Americano, sonha com uma vaga também no Pan-Americano Sub-20.

Outros destaques do atletismo goiano tentam repetir bons resultados dos anos anteriores. Carlos Valle conseguiu o pódio em 2019 no lançamento de disco, e no ano passado ficou na quinta posição. Já Claudiano Nascimento foi sexto lugar em 2020 nos 800m, e vai correr a prova novamente.

 

Revezamento


Além das provas individuais, Goiás estará representado nas provas de revezamento. A liberação da pista de atletismo do Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira foi fundamental para o aperfeiçoamento da preparação. “Antes de vir para cá nós precisávamos improvisar nos treinamentos, e isso é muito difícil, tanto nas provas individuais, quanto nas de revezamento. Ter uma pista oficial, com as medidas, as curvas, melhorou muito nossas condições de treinamento nos últimos meses”, destacou a atleta Suzana Chediack, que vai disputar o revezamento 4x400 misto e os 200 metros rasos.

O velocista Misael Lopes também destacou a evolução das equipes goianas com os treinamentos no Estádio Olímpico. “Nossa vinda para cá melhorou muito nosso desempenho individual e, principalmente, coletivo. Nas provas de revezamento nós dependemos do entrosamento, principalmente na passagem dos bastões. Os últimos meses foram fundamentais para nós”, destacou Misael Lopes, que além do 4x100m masculino e do 4x400m misto, também vai correr os 100 metros rasos.

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.