Pró-Atleta paga parcela de dezembro e completa calendário, com investimento recorde de R$ 3 milhões no esporte goiano

O Governo de Goiás pagou esta semana a 12ª e última parcela do Pró-Atleta 2021. Pela primeira vez na história, o programa de fomento ao esporte de alto rendimento realizou 12 parcelas mensais para os 600 bolsistas cadastrados, totalizando um investimento anual recorde de R$ 3 milhões.

Os pagamentos foram realizados sempre dentro do cronograma estabelecido no início do ano, oferecendo segurança e planejamento para os atletas organizarem a rotina de planejamentos e competições. Os bolsistas receberam os recursos diretamente em um cartão do programa, facilitando a prestação de contas de cada um, e dando mais transparência ao processo.

Secretário de Estado de Esporte e Lazer, Henderson Rodrigues comemorou o fechamento do calendário, dentro do prazo planejado na época do lançamento do programa. “O pagamento da parcela de dezembro estabelece um marco para o esporte goiano. Dentro deste processo tivemos todo o apoio do governador Ronaldo Caiado, para que as 12 parcelas fossem viabilizadas, demonstrando toda a relevância que o esporte tem para o Governo de Goiás. Estamos muito felizes em poder cumprir o nosso objetivo, dando um passo importante para o fomento do esporte em alto rendimento”, destacou o titular da pasta.

Um dos 600 bolsistas contemplados pelo Pró-Atleta, Davi Prado comentou a importância do programa para custear despesas na sua carreira de piloto de Jetski. “O recurso do Pró-Atleta ajuda bastante, nos gastos com viagem, combustível, hospedagem, entre outros. É de suma importância para o desenvolvimento esportivo do atleta durante a temporada”, ressaltou o piloto, que tem títulos de campeão brasileiro, sul-americano e mundial.

O Pró-Atleta reserva 10% das bolsas para o paradesporto, que vem ganhando cada vez mais espaço no Estado nos últimos anos. Nas Paralimpíadas de Tóquio, seis dos 14 representantes goianos que estiveram em disputa são contemplados pelo programa, incluindo quatro jogadoras da seleção brasileira de vôlei sentado (Jani Freitas, Ádria Jesus, Pâmela Pereira e Nurya Almeida), que conquistou a medalha de bronze no Japão.

Pentacampeão brasileiro de paraciclismo de estrada, Victor Luise é um dos bolsistas, e destaca a importância do investimento recorde do Pró-Atleta, em meio a um contexto de retomada de competições. “Foi um ano muito bom para os bolsistas do Pró-Atleta, porque viemos de um 2020 totalmente atípico, por conta da paralisação imposta pela pandemia. O pagamento de 12 parcelas fez um diferencial nesta temporada de 2021, que foi de retomada. Isso renova as esperanças para que o esporte goiano esteja cada vez mais forte”, afirmou o ciclista.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.