Pró-Atleta 

PRÓ-ATLETA 2020

EDITAL PRÓ-ATLETA 2020

REGULAMENTAÇÃO 

Entrevistas - 18/03

Entrevistas - 19/03

 

FORMULÁRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

Programa PróAtleta

O programa Pró-Atleta tem como objetivo auxiliar atletas de rendimento em Goiás em busca de grandes resultados nas principais competições das mais diversas modalidades. Para isso, o projeto apoia 600 esportistas de oito a 35 anos, divididos em três categorias: estudantil, estadual e nacional, ou seja, desde o atleta em formação até aqueles que já representam nosso Estado internacionalmente. Ao todo são 600 bolsas, sendo que 10% destas são reservadas para o paradesporto. Os recursos são provenientes do fundo Protege.

Confira os detalhes de atuação do Pró-Atleta e quem pode se inscrever no programa:

Cronograma de Cadastro, Análise e Aprovação

Cadastro feito pelo site: preencher os campos e anexar os documentos exigidos para análise da bolsa.

Requisitos para Cadastramento

Idade: 8 a 35 anos, salvo os atletas do paradesporto que não possuem limites de idade.
Apresentar projeto específico da modalidade esportiva (coletiva ou individual) com documentação especificando competições, eventos esportivos ou campeonatos que estejam incluídos no calendário anual das federações ou entidades equivalentes.
Autorização dos responsáveis para menores que aderirem ao programa.

Atletas que poderão ser beneficiados

  • MODALIDADE INDIVIDUAL: Aqueles que estiverem comprovadamente classificados até o 5º lugar em ranking estadual e dando preferência aos integrantes de seleção brasileira.
  • MODALIDADE COLETIVA: Integrantes de seleção estadual que tenha participado de competições nacionais e indicado pela Federação correspondente, dando preferência aos integrantes de seleção brasileira.

Critérios a serem observados

Possuir rendimento escolar e conduta disciplinar incensurável com exceção dos atletas com deficiência ou aqueles que já concluíram o nível médio. Possuir nível técnico com indicação do ranking nacional, estadual ou regional respective.
Participar obrigatoriamente de entrevista com os coordenadores do Pró-Atleta.
Representar o Estado em competições oficiais sempre que for convocado pela secretaria.
Não estar cumprindo nenhum tipo de punição imposta pelo TJD, Federações e/ou Confederações nas modalidades correspondentes.
Apresentar currículo com o resultado dos 3 últimos anos. Estar filiado à Federação Goiana da modalidade de sua atuação.
A Bolsa é Eventual, Temporária e vai beneficiar enquanto estiver atendendo ás condições estabelecida nos critérios de avaliação.
A modalidade esportiva que possuir mais de uma entidade representativa será analisada pela Comissão do Programa. O atleta cederá o direito de imagem ao Estado e usará obrigatoriamente em seu uniforme as logomarcas do Estado de Goiás e do Programa Pró-Atleta.

Obrigações do atleta para uso da bolsa

Utilizar os recursos para cobrir gastos com:

  • Educação
  • Alimentação
  • Saúde
  • Inscrições
  • Passagens para eventos esportivos Transporte urbano
  • Aquisição de material esportivo

Os atletas deverão prestar contas mensalmente à Comissão do Pró-Atleta dos resultados obtidos ou em outras participações com chancela das entidades/ Federações na modalidade correspondente sem prejuízo da fiscalização pelos órgãos públicos previstos na legislação. 10.

Desligamento do programa

Os atletas contemplados serão desligados do programa nas seguintes hipóteses:
Não apresentarem documentação comprovando participações nas competições previstas no Projeto.
Não participarem das competições, quando convocados, sem devida justificativa.
Se transferirem para outro Estado ou País.
Utilizarem recursos da Bolsa para fins distintos dos especificados no programa.
Forem dispensados de seleções representativas por indisciplina.

Documentos necessários

  • RG e CPF
  • Cartão da Caixa Econômica Federal.
  • Comprovante de residência atualizado
  • Declaração da Instituição de ensino comprovando frequência junto com o boletim ou diploma de conclusão do ensino médio.
  • Declaração de filiação à Federação com número de inscrição, comprovação de nível técnico e posição nos rankings estaduais, nacional e internacional.
  • Declaração negativa dos Tribunais de Justiça Desportiva, Federação e/ou Confederação das modalidades correspondentes.